terça-feira, 31 de janeiro de 2012

PSB convida REUNIÃO NO SÁBADO!

Richa defende liberdade de imprensa e diálogo com os meios de comunicação

O governador Beto Richa disse nesta segunda-feira (30) que o governo estadual irá trabalhar para melhorar as relações com os meios de comunicação paranaense, muito prejudicada nos últimos anos. Ele defendeu a liberdade de imprensa e destacou que a consolidação de um governo democrático exige imprensa forte, livre e independente. O pronunciamento aconteceu durante a assembleia geral ordinária da Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp), que reuniu em Curitiba radialistas e empresários associados para a eleição da nova diretoria da entidade.

“É possível mudar a relação entre o Estado e os setores da comunicação. O governo é parceiro e tem o compromisso de dar ampla divulgação às suas ações”, disse o governador. “O rádio é o veículo mais democrático que existe. Ele leva informação rápida para todos os lugares e para todo tipo de ouvinte”, afirmou.

Richa disse que no início do ano de 2011 determinou que a Secretaria de Comunicação percorresse todas as regiões para visitas a emissoras de rádio e televisão e a jornais do Paraná. “Conhecemos a característica de cada região para comunicar que agora o Paraná vive um novo momento, de diálogo e entendimento”, destacou o secretário de Comunicação, Marcelo Cattani.

Fonte: AEN

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Paraná ganha 60 novos conselhos de segurança

A comunidade paranaense está mais organizada e mobilizada para buscar melhorias e tentar resolver os problemas relacionados à segurança pública. É o que se conclui em uma análise dos dados que envolvem a criação de conselhos comunitários de segurança no estado desde o segundo semestre de 2011. Somente a partir de julho do ano passado foram implantados ou reativados 29 conselhos em todo o Paraná. Para os primeiros meses deste ano estão previstos mais 31, fazendo com que o total de conselhos em atividade chegue em breve a 264.
Segundo a Coordenação Es­­tadual dos Conselhos Comuni­tários de Segurança do Paraná (Conseg), somente em Curitiba estão ativos 40 conselhos dos 75 existentes. A previsão é que até março sejam reativadas as organizações em mais dez bairros, chegando assim a 50 localidades mobilizadas. A maior movimentação, contudo, acontece no interior e na Região Metro­po­litana de Curitiba, onde foram criados ou reativados 24 conselhos, com a perspectiva de chegar a mais 19 municípios nos próximos meses.
Para a coordenadora estadual dos Consegs, Michelle Lourenço Cabral, esse crescimento se deve a um trabalho conjunto entre poder público, órgãos de segurança e comunidade. Desde o ano passado, a coordenação tem estimulado a formação de conselhos através de reuniões com lideranças dos bairros e municípios. “Quando se fala em conselho de segurança, não é apenas brigar por mais policiamento. Estamos falando em desenvolvimento social. Um buraco na rua, um terreno baldio, falta de iluminação, tudo isso é questão de segurança. Se a comunidade se mobilizar, tem melhores condições de cobrar providências”, afirma.

Fonte: Gazeta de Maringá

domingo, 29 de janeiro de 2012

Instituto Teotônio Vilela (PSDB) - CESUMAR

Nesse sábado (28),  o Instituto Teotônio Vilela (ITV)  prestou orientações do plano ético político para as eleições 2012 aoss líderes do PSDB e alguns outros partidos convidados. O ITV é uma direção partidária (PSDB) que atua paralelamente.
O evento foi coordenado pelo  reitor da CESUMAR e também presidente do PSDB de Maringá, professor Wilson Matos. O presidente do ITV do Paraná, Juraci Barbosa Sobrino(também presidente da Agência de Fomento do governo do Estado) foi quem abriu os trabalhos.
Também estiveram no evento, o presidente da COHAPAR Mounir Chaowiche, e o membro do governo dr. Idalgo, entre outras autoridades locais e regionais, proporcionando um excelente evento. 
 Parabéns à direção do PSDB e ITV de Maringá.

                                            Reitor da CESUMAR, prof. Wilson Matos e Quinteiro.
                                                                   



sábado, 28 de janeiro de 2012

Sábado movimentado em Maringá!

Hoje, sábado, foi muito movimentado, ótimo! Estive de manhã no CESUMAR - Centro Universitário de Maringá - numa excelente reunião do Instituto Theotônio Vilela - ITV, do PSDB, sob coordenação do professor Wilson Matos, reitor do CESUMAR, com a presença de várias autoridades partidárias e políticas, detacando o presidente da Agência de Fomento do governo do Estado, Juraci, presidente do ITV; dr. Idalgo membro do governo e palestrante; presidente da COHAPAR, Monir, dentre outros. Depois fui fazer algumas visitas na cidade. Também fui ao centro de Maringá. Estive no comercio, shoppings, falei com muitas pessoas, fiquei muito feliz. A noite fui á igreja,

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

CBN Maringá: Quinteiro concede entrevista, expressa lealdade ao governador Beto Richa.

Quinteiro sustenta que será candidato a prefeito se tiver orientação do governador Beto Richa


O secretário estadual de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro, diz que o compromisso dele é com o governador. Segundo ele, a disputa pela prefeitura de Maringá passa pelas mãos de Beto Richa e da composição com outros grandes partidos políticos. Em visita à CBN Maringá, Quinteiro também falou sobre os projetos realizados no primeiro ano dele à frente da Secretaria de Relações com a Comunidade


Iniciam os preparativos para o Paraná em Ação 2012

O coordenador do Paraná em Ação Edson Luiz Arantes e colaborador Carlos Kaust iniciaram viagem na última segunda-feira (23), passando por vários municípios da região centro-oeste do estado, realizando reuniões com prefeitos de vários cidades para acertarem as datas dos próximos eventos. O programa  acontece na forma de uma feira itinerante durante 3 dias em cada cidade oferecendo serviços gratuitos em diversas áreas, como saúde, documentação, educação, entre outras.
A primeira visita aconteceu na cidade de Dois Vizinhos, onde foram recebidos abertamente pelo prefeito em exercício, Paulo Sérgio Ribas Santiago (vice-prefeito), e já iniciaram o processo de definição da data no local.


Cleiton Nicaretta -Secretário de Planejamento e Assuntos Estratégicos,Carlos Kaust- colaborador SERC,
Paulo Sérgio Ribas Santiago - Prefeito em Exercício (Vice -Prefeito), Edson Arantes - coordenador do Programa Paraná em Ação e Luis Carlos Turatto - Secretário de Saúde.
Carlos Kaust,Cleiton Nicaretta  e Edson Arantes.

Edson Arantes e Carlos Kaust na Prefeitura Municipal de Dois Vizinhos.


quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Reabertura Palácio Iguaçu


O secretário especial de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro, esteve presente  na quarta-feira (25), na reabertura do Palácio do Iguaçu, onde o  governador retomou  as atividades administrativas do Estado no Palácio que é sede do Governo do Paraná desde 1954.
" Ver o governador Beto Richa ocupar o mesmo lugar onde seu pai José Richa trabalhou pelo o povo paranaense, é muito emocionante.Tenho certeza que com Beto as conquistas também serão muitas."disse o secretário.

Na reabertura do prédio, que ficou cinco anos fechado para reformas, Richa assinou a nomeação de 9.516 professores aprovados em concurso público para a rede estadual de ensino.

“Este é um ato que simboliza a prioridade absoluta deste governo, que é a busca permanente por um ensino público de excelência”, disse o governador, completando que estava “reabrindo as portas do Palácio Iguaçu para todos os paranaenses”. “O Palácio é símbolo maior da organização política e social do Estado do Paraná”, afirmou.


Quinteiro e a Defensora Pública do Paraná, Josiane Fruit.

A reabertura ocorreu de forma simples, com a abertura de uma exposição de peças históricas. Estiveram presentes o ex-ministro Ivo Arzua, engenheiro responsável pelas obras do Centro Cívico, Caetano Munhoz da Rocha Neto e Suzana Munhoz da Rocha Guimarães, filhos do ex-governador Bento Munhoz da Rocha Neto, que construiu o edifício na década de 1950. Cerca de 200 pessoas acompanharam a reinstalação do governo no prédio.
PROFESSORES – Segundo o governador Beto Richa, com a nomeação dos novos professores para o quadro próprio do magistério e a antecipação da distribuição de aulas, que ocorreu em dezembro passado, o início do ano letivo ocorrerá de forma tranqüila para os 1,3 milhão de estudantes matriculados na rede estadual de ensino.

Quinteiro e o secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly.

O vice-governador e secretário de Educação, Flávio Arns, ressalta que o compromisso da atual gestão é de tornar o quadro do magistério mais estável. Para  2012 está previsto um novo concurso público para professores. A intenção é que os contratos por meio do Processo Seletivo Simplificado (PSS) sejam feitos apenas para situações temporárias. “Sempre iremos necessitar dos professores vindos do PSS para substituírem os que saem de licença saúde, maternidade e outros tipos de situações”, ressaltou Arns.

Segundo o secretário, ao longo dos últimos anos os contratos feitos pelo Processo de Seleção Simplificado passaram a ser utilizados para suprir a defasagem do quadro efetivo do Estado. “Estamos recompondo o quadro do magistério e fortalecendo o ensino público estadual em várias frentes, entre elas as reformas e ampliações de escolas”, afirmou Flávio Arns.

Presidente da Alep, Valdir Rossoni, Quinteiro e deputado líder do governo Ademar Traiano.




PALÁCIO - A reforma do Palácio Iguaçu, ao longo dos últimos cinco anos, possibilitou a revitalização e modernização das suas instalações originais, assim como a criação de ambientes de trabalho mais funcionais. A obra incluiu ainda a instalação de novos equipamentos de segurança, telefonia e informática, além da reestruturação das partes elétrica e hidráulica.





Projetado pelo engenheiro e arquiteto paranaense David Azambuja, o Palácio Iguaçu foi construído durante a gestão de do ex-governador Bento Munhoz da Rocha Neto (1951/1955) e inaugurado pelo então presidente brasileiro João Café Filho, no dia 19 de dezembro de 1954. A data marcou o primeiro centenário da emancipação política do Paraná.


Ao falar aos presentes à reabertura, o governador Beto Richa disse que estava muito emocionado em devolver ao Estado um Palácio restaurado e reformado. “Presenciei neste local, ao lado do meu pai (ex-governador José Richa), grandes momentos da história do Estado”, disse Richa.


O Palácio pertence ao conjunto arquitetônico do Centro Cívico, primeiro bairro do Brasil criado especialmente para abrigar edifícios e repartições públicas, integrando assim os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Estado. Em agosto passado, o Conselho Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná decidiu pelo tombamento de um grupo de imóveis que compõem o conjunto urbanístico e arquitetônico do bairro.


Passaram a integrar a relação de bens considerados patrimônios históricos do Paraná as seguintes construções: Palácio Iguaçu, Colégio Estadual Tiradentes, Praça 19 de Dezembro, Praça Nossa Senhora da Salete, Prefeitura de Curitiba, Casa da Criança (prédio que abrigou a antiga LBA), Tribunal do Júri, Palácio da Justiça, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas, Museu Oscar Niemeyer e toda a extensão da Avenida Cândido de Abreu (sem incluir as construções em seu trajeto).


EXPOSIÇÃO – A mostra com registros da história do prédio fica aberta ao público até o dia 16 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18 horas, no saguão do Palácio Iguaçu. A entrada é franca.


O acervo reúne 22 painéis com imagens do período de construção (1952-1954) e da inauguração do Palácio Iguaçu, no dia 19 de dezembro de 1954. Estão expostos objetos comemorativos utilizados na cerimônia, como copos, xícaras, medalhas, castiçais, jogos de louças e faqueiros.


Também estão acessíveis ao público imagens que ilustram acontecimentos das décadas de 1960, 70 e 80, como as visitas do Papa João Paulo II e do ex-presidente Juscelino Kubitschek e a exposição dos restos mortais do imperador Dom Pedro I, em 1972, durante as comemorações do sesquicentenário da Independência do Brasil.


A exposição também revela objetos utilizados pelo governador Bento Munhoz da Rocha Neto, como o conjunto de tinteiro com porta mata-borrão, mata borrão e cortador de papel. O acervo pertence ao patrimônio público do Estado do Paraná.

Fonte: AEN

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

SERC garante criação de Conselho para Povos e Comunidades Tradicionais


O secretário de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro, e os assessores de Povos e Comunidades Tradicionais (PCT’s) da secretaria, estiverem em reunião hoje (24) na Secretaria Estadual de Justiça com a secretária Maria Tereza Ulile Gomes e com o Promotor Alberto Veelozo  e seus assessores do Ministério Público- Centro de Apoio Operacional das promotorias de Justiça dos Direitos Constitucionais .
A reunião aconteceu em consequência do desdobramento da Resolução 002/2011, onde a SERC e SEJU constituíram um Grupo de Trabalho com a finalidade de discutir e elaborar o projeto de lei para a criação do Conselho dos Povos e Comunidades Tradicionais.
Neste momento marcaram a primeira reunião com os representantes das comunidades que será no dia 1° de fevereiro, e também as datas de audiências públicas em comunidades de todo o Estado.
Segundo o secretário Wilson Quinteiro em um prazo de 15 dias enviará o projeto de lei para a Assembléia, para que os conselhos sejam efetivamente criados. “Estamos começando o ano com muito trabalho, e este ano será de grandes realizações na secretária em benefício de todas as comunidades do estado” disse o secretário.

Parabéns FUNDACIM pelo excelente projeto!

Fundacim oferece pós-graduação inédita para o terceiro setor

O Instituto de Responsabilidade Social de Maringá (Fundacim), ligado à Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM), em parceria com a Faculdade Cidade Verde (FCV), oferecem o curso inédito no Paraná de pós-graduação em Gestão Estratégica em Organizações do Terceiro Setor. As matrículas estão abertas e o início do curso está programado para março de 2012.

O termo terceiro setor é uma referência às sociedades privadas ou associações sem fins lucrativos e não governamentais exclusivamente em atividades de utilidade pública, como Organizações Não Governamentais (ONGs) e Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIPs).
Segundo a presidente da Fundacim, Cleide Tono Freitas Noronha, o terceiro setor hoje é atuante em várias frentes de trabalho e detém papel importante na sociedade. “Com essa pós-graduação, queremos transmitir com plenitude o que é o terceiro setor e capacitar os profissionais que trabalham nesse segmento, bem como aqueles que pretendem desempenhar atividades na área, além de pesquisadores e interessados em políticas públicas”, diz Cleide.
O coordenador executivo da Fundacim, Alexandre Cedran, lembra que o terceiro setor hoje é atuante em várias frentes de trabalho e que esta especialização é inédita. “Esta pós-graduação vem para atender a necessidade de especializar ainda mais quem trabalha na área e para aqueles que tem interesse em atuar no setor. A Fundacim em parceria com a Faculdade Cidade Verde são pioneiros no Paraná em oferecer este tipo de especialização”, lembra.
Com foco em construção de uma política de gestão sustentável, a pós-graduação tem duração de 16 meses, sendo 12 com aulas presenciais e quatro meses para elaboração de trabalho de conclusão de curso. Entre os módulos que compreendem a especialização estão gestão de pessoas, comunicação, gestão de projetos sociais, mobilização e captação de recursos.
As matrículas estão abertas e o curso tem início em março de 2012. Para efetuar a matrícula, os interessados devem apresentar cópia de RG, CPF, uma foto 3x4 recente, comprovante de endereço, cópia autenticada do diploma de graduação junto com o formulário de inscrição preenchido e que deve ser feito download no endereço www.fundacim.org.br. Mais informações pelo telefone (44) 3025-9676 ou (44) 3025-9648. As vagas são limitadas.

FONTE: Portal ACIM

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Depois de cinco anos, Palácio Iguaçu será reaberto nesta quarta-feira



O governador Beto Richa retoma na quarta-feira (25/1) as atividades administrativas no Palácio Iguaçu, que foi revitalizado para voltar a sediar o Poder Executivo. Com a conclusão das obras, serão instalados no prédio os gabinetes do governador e do vice-governador, a Casa Civil, a Casa Militar e parte da Secretaria de Comunicação Social. O prédio tem capacidade para abrigar 450 servidores e ficou fechado por cinco anos.

As obras de recuperação do Palácio Iguaçu foram realizadas em duas etapas, a primeira no governo passado, com aporte de R$ 23 milhões, para reformas e revitalização dos salões e peças artísticas. Na segunda etapa, promovida pela atual gestão, foram investidos mais R$ 9 milhões em obras de acabamento.

Em 2011, foram executados serviços de alvenaria, instalação da rede elétrica e hidráulica, além da colocação de divisórias e lustres. Na parte externa do edifício foram recuperados os acessos viários, o estacionamento e a jardinagem. Por fim, o governo estadual mobiliou todas as salas e departamentos do Palácio Iguaçu, com mesas, cadeiras e computadores.

“No final de 2010 o prédio havia sido inaugurado, mas não estava pronto e não tinha condições de receber as secretarias de governo. As obras que fizemos foram de suporte e acabamento”, explicou o engenheiro Zenon da Silva Neto, da Secretaria de Infraestrutura e Logística. A parte mais importante da obra, segundo ele, foi a complementação da rede lógica, com a instalação de cabos elétricos, telefônicos e de informática.

O engenheiro afirmou que o projeto antigo não previa as melhorias nesse sistema. Outra ação importante foi a revitalização do mapa do Paraná construído em relevo, que está localizado na área dos fundos do Palácio Iguaçu.

HISTÓRIA – Projetado pelo engenheiro e arquiteto paranaense David Azambuja, o Palácio Iguaçu foi construído durante a gestão de Bento Munhoz da Rocha Neto (1951/1955) e inaugurado pelo então presidente João Café Filho, no dia 19 de dezembro de 1954, durante as comemorações do primeiro centenário da emancipação política do Paraná.

O palácio pertence ao conjunto arquitetônico do Centro Cívico, primeiro bairro do Brasil criado especialmente para abrigar edifícios e repartições públicas, integrando assim os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário do Estado.

Edifício-sede do Executivo, o Palácio Iguaçu tem área construída de 15.941 metros quadrados, distribuída em quatro andares. Na esplanada frontal ao prédio, dominada pela fachada funcionalista, em vidros e com um único balcão externo, destacam-se as bandeiras cívicas, os desníveis em degraus e os amplos jardins da Praça Nossa Senhora Salete.

Na parede externa à esquerda do Palácio, existe um painel executado pelo artista plástico Poty Lazzarotto, o mural "Paraná", que mede 6,50m x 17,30m e onde estão registradas as origens do estado, em diversos momentos da História e as perspectivas do seu desenvolvimento. Nos jardins do palácio encontra-se esculpido no piso e em alto relevo, o mapa do Paraná em escala cartográfica com os três planaltos, a Serra do Mar e o Litoral.

Fonte: AEN

Nova estação meteorológica melhora previsão do tempo e prevenção de desastres



O Instituto Tecnológico Simepar, vinculado à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), inaugurou neste sábado (21), na praia de Caiobá, uma estação móvel de monitoramento meteorológico que aperfeiçoará a prevenção de desastres naturais no Estado. A unidade é a primeira de 20 que serão instaladas no Litoral nos próximos dois anos, como parte de um projeto que prevê também a implantação de um radar meteorológico na região.

A estação – que vai continuar funcionando no litoral após o fim da temporada – utilizará tecnologia de ponta para recolher informações sobre chuvas, direção e velocidade dos ventos, temperatura, umidade, radiação solar e pressão atmosférica. “Com isso, a Defesa Civil e outros órgãos contarão com informações mais precisas para alertar a população sobre condições adversas do tempo e tomar as providências necessárias para prevenir danos”, disse o diretor-presidente do Simepar, Eduardo Alvim Leite.

Segundo ele, a estação faz parte de um plano de expansão do monitoramento ambiental no Estado. “Estamos expandindo o monitoramento ambiental no Estado. É a primeira das 20 estações que serão instaladas com recursos do Fundo Paraná. Queremos que cada município da região tenha pelo menos um ponto de medição”, afirmou. 



De acordo com Leite, os recursos de R$ 550 mil do Fundo Paraná de Ciência e Tecnologia para a instalação já estão garantidos. A localização dos pontos para a instalação das estaçõesestá sendo discutida com o Simepar, Instituto das Águas e Defesa Civil. “São pontos sujeitos a riscos extremos”, frisou Leite.

Ele explica que a rede vai auxiliar no monitoramento do tempo. “Com toda essa rede, vamos prever melhor, com pelo menos dois dias de antecedência, a quantidade de chuva que poderá cair em uma determinada região. Com o dado é possível verificar o potencial de escorregamento de encosta ou de um alagamento e também determinar se é necessário, por exemplo, retirar as famílias de um local. Ela passa ser um fator de decisão para a Defesa Civil”, disse.

Para o coordenador estadual da Defesa Civil, major Antônio Hiller, a estação vai auxiliar o órgão na tomada de decisões em casos de desastres naturais. “A Defesa Civil terá um parâmetro para decidir entre abandonar ou não uma determinada área que esteja em risco”, disse.

RADAR – O presidente do Simepar disse que o projeto ficará completo com a instalação do terceiro radar meteorológico no Estado. “O primeiro está instalado em Teixeira Soares, o segundo está sendo instalado em Cascavel – para monitorar a região Oeste do Estado -, e o terceiro deverá ser instalado no litoral, com um investimento de R$ 6 milhões”, afirmou.

Ele lembra que além dos equipamentos que estão sendo instalados, o Simepar está articulando parcerias com outras instituições. “O Simepar, em parceria com o Conselho de Desenvolvimento do Sul (Codesul), está trabalhando para instalar um radar em Santa Catarina e para modernizar um equipamento em Pelotas (RS). Com isso será formado o corredor de radares do Sul, passando pelo Paraná. A outra parceria, com o Instituto Paulista de Meteorologia, que opera dois radares em São Paulo, formará o corredor Sul-Norte”, informou.

Para fechar a proteção, o Paraná buscou parceria com Itaipu. “Estamos viabilizando também um acordo de cooperação com a Itaipu para a recuperação de um radar em Assunção, no Paraguai, que deve formar o corredor, Leste/Oeste. Com isso o Paraná estará bem protegido, com alta tecnologia disponível para prevenção de eventos naturais adversos”, diz Leite.

O secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jonel Nazareno Iurk, destacou a importância da estação para a prevenção de acidentes naturais. “O monitoramento meteorológico é fundamental para a prevenção das mudanças climáticas e o cruzamento do mapeamento, com informações meteorológicas, vai propiciar ao governo do Estado o poder de tomar decisões preventivas para a proteção da população”, disse.


A instalação da estação é uma ação da Rede Paranaense de Monitoramento Hidrometeorológico na região do Litoral, do Simepar, do Instituto das Águas do Paraná, da Defesa Civil Estadual, e das secretarias estaduais da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. “Além do Litoral, a estação também vai colaborar com a produção agrícola no Estado. Todos serão beneficiados”, disse o secretário de Assuntos com a Comunidade, Wilson Quinteiro.

LEONEL BRIZOLA completaria, hoje, 90 anos de idade

Hoje se vivo, Leonel de Moura Brizola completaria 90 anos.Foi inovador,baluarte do socialismo, nacionalista e sem medo de enfrentar os poderosos.Nasceu num vilarejo chamado Cruzinha, hoje interior de Carazinho, então pertencente ao município de Passo Fundo, era filho de camponeses migrados de Sorocaba. Batizado como Itagiba de Moura Brizola, cedo adotou o nome de um líder maragato da Revolução de 1923, Leonel Rocha Lançado na vida pública por Getúlio Vargas, foi o único político eleito pelo povo para governar dois estados diferentes (Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro) em toda a História do Brasil. Exerceu também a presidência de honra da Internacional Socialista.
Também foi prefeito de Porto Alegre, deputado estadual e governador do Rio Grande do Sul, deputado federal pelo Rio Grande do Sul e pelo extinto estado da Guanabara, e duas vezes governador do Rio de Janeiro.
Sua influência política no Brasil durou aproximadamente cinquenta anos, inclusive enquanto exilado pelo Golpe de 1964, contra o qual foi um dos líderes da resistência.
Por duas vezes foi candidato a presidente do Brasil pelo PDT, partido que fundou em 1980, não conseguindo ser eleito. Morreu aos 82 anos de idade, vitimado por problemas cardíacos. Algumas fontes do geogle e do blog do Hilário Gomes.

sábado, 21 de janeiro de 2012

Richa: de pai pra filho, boa história do Paraná!

Lembrança? história,? Também, mas sobretudo reconhecimento do povo paranaense aos Richa: pai e filho! A história narra: José Richa grande governador do Paraná. Nome de repercussão nacional. Partícipe da redemocratização do Brasil; governador dos mais humildes(e de todos), do desenvolvimento social e de atenção aos servidores; que veio do interior do Paraná e mudou a história política do Estado: venceu! Ainda quando criança eu tive oportunidade de conhecer o político José Richa, ainda não era governador, lá no interior, minha origem. Até às crianças ele dava atenção, lembro-me. Ao filho: governador Beto Richa o mesmo reconhecimento! O povo do Paraná deu a ele a vitória extraordinária, de primeiro turno. O significado disso? Esperança e certeza que o Paraná vai melhorar. Sim, essa é a resposta. Beto chegou ao governo pelas forças populares, pelas liderenças comunitárias principalmente da capital, que, fizeram dele uma referência por conta de sua reconhecida administração em Curitiba. É uma pessoa que age com simplicidade(a exemplo do pai) com talento pra somar forças com todos segmentos da sociedade e da política. De Beto Richa, certamente, o povo espera e acredita que seu tempo de governo seja o tempo similar ao velho Richa que deixou saudades no Paraná. Sucesso ainda maior governador!
wilson quinteiro.

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Governo vai ampliar Farmácia do Paraná para todo o Estado

O Programa Farmácia do Paraná será ampliado para as 22 regionais de saúde, a partir deste ano. No mês passado, a primeira unidade foi inaugurada em Guarapuava. A Secretaria da Saúde também contratou 87 farmacêuticos para atuarem nas regionais e outras unidades. Com isso, todas as farmácias especiais contam com o profissional para atendimento à população.

“O farmacêutico é fundamental numa equipe de saúde. O Paraná estava com um déficit desses profissionais no serviço público estadual e foi autuado pelo Ministério Público e pelo Conselho Regional de Farmácia por não cumprir a legislação”, disse o secretário estadual Michele Caputo Neto. Nesta sexta-feira (20), é comemorado o Dia do Farmacêutico.

A secretaria da Saúde conta com 446 servidores com essa qualificação na assistência farmacêutica estadual, vigilância sanitária, epidemiológica e ambiental, laboratórios de análises clínicas e de produção de insumos e medicamentos, hemorede e hospitais.

QUALIFICAÇÃO – Para a diretora do departamento de Assistência Farmacêutica da secretaria, Deise Pontarolli, além da estruturação física e melhoria nos ambientes das farmácias, o grande avanço em implantação é a qualificação dos profissionais. “Queremos que o farmacêutico assuma a orientação e os cuidados com o paciente, que precisa de atenção especial”, explicou Deise.

A presidente do Conselho Regional de Farmácia do Paraná, Marisol Dominguez Muro, explicou que a política adotada no atual governo amplia a atuação do farmacêutico no serviço público de saúde além de prever ações para auxiliar os municípios de pequeno porte a fortalecer essa área. Segundo ela, o Paraná conta com 13 mil farmacêuticos e 80% deles estão em atividades de contato direto com a população, como aplicação de injetáveis e orientações com medicamentos. “Queremos que as pessoas tenham um profissional de farmácia de confiança, assim como acontece com médicos e dentistas”, disse Marisol.

FARMÁCIA – Além de estruturar e qualificar as farmácias e almoxarifados das 22 regionais de saúde, o Farmácia do Paraná vai oferecer cursos para capacitação dos profissionais da área dos 399 municípios e implantar incentivo financeiro aos 308 municípios com população abaixo de 20 mil habitantes, para custeio da assistência farmacêutica básica. No ano passado, cerca de 100 farmacêuticos participaram da capacitação oferecida pelo departamento de Assistência Farmacêutica.

Outra meta da Secretaria da Saúde é melhorar a estruturação do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), para que tenha melhores condições de armazenamento e distribuição dos medicamentos para atender os 87 mil pacientes cadastrados e sua rede de hospitais. No ano passado, foram adquiridos quatro caminhões para distribuição de medicamentos e 20 geladeiras para conservação de vacinas. A qualificação da Rede de Frio é uma das prioridades da secretaria, para garantir a qualidade dos imunobiológicos e possibilitar maior estoque de vacinas nas regionais.

MUNICÍPIOS – Na área de assistência farmacêutica básica, de responsabilidade dos municípios, o governo do Estado também tem atuado para melhorar o atendimento. O Estado mantém a parceria com o Consórcio Paraná Saúde que compra e distribui medicamentos básicos para 389 municípios paranaenses. Em 2011, a Saúde quitou as dívidas com o consórcio que somavam mais de R$ 5 milhões, em janeiro daquele ano.

Em novembro, o Consórcio Paraná Saúde comemorou os 12 anos de atuação no Paraná. Foi lançado o Guia de Medicamentos, para nortear a prescrição adequada e o atendimento de qualidade da população. As regionais de Saúde, unidades básicas, secretarias municipais e profissionais da área receberam exemplares do documento. Também foram distribuídos 312 computadores para os pequenos municípios utilizarem na assistência farmacêutica, com a possibilidade de uso do programa Hórus, do Ministério da Saúde, para gerenciar o elenco da assistência farmacêutica do SUS.

Fonte: AEN

EUA querem liberar brasileiros de entrevista para obter o visto

O governo dos Estados Unidos estuda a possibilidade de liberar os brasileiros, que solicitam vistos para visitar o país, das entrevistas feitas pela embaixada e pelos consulados no Brasil.
A iniciativa ocorre um dia após a decisão, anunciada ontem (19) pelo presidente Barack Obama, de facilitar a entrada de brasileiros e chineses no país. De acordo com informações da Embaixada dos Estados Unidos, as autoridades examinam como será a execução da medida e os detalhes adotados nos novos procedimentos.
Ainda de acordo com a embaixada, foi criada uma força-tarefa que terá 90 dias para entregar a Obama a proposta do projeto-piloto para dar mais agilidade à concessão de vistos para os cidadãos do Brasil e da China.
O projeto em estudo pretende reduzir o tempo de espera para a obtenção do visto em torno de 40%. A meta é garantir que, em até três semanas, 80% das pessoas que entram com pedido de visto sejam atendidas.
Atualmente, o brasileiro que solicita o visto deve preencher formulários na internet, agendar um dia para comparecer à representação diplomática – à embaixada em Brasília ou aos consulados em Recife, São Paulo e Rio de Janeiro – onde será submetido ao recolhimento de impressões digitais e fará uma entrevista. Pessoas com mais de 80 anos são dispensadas desse processo.
A Embaixada dos Estados Unidos informou que, em 2011, foram concedidos cerca de 1 milhão de vistos apenas no Brasil, registrando aumento de 51% em comparação ao ano anterior. A expectativa é que, até 2016, haja um crescimento de 274% no número de visitantes brasileiros nas cidades norte-americanas em relação com 2010. No Brasil, 95% dos vistos solicitados são aprovados.
FONTE: O diário

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Assembléia Legislativa do Paraná: visita...

O juiz federal Anderson Furlan, presidente da APAJUFE; o presidente da Assembléia Legislativa do Paraná, deputado Valdir Rossoni; e o secretário Quinteiro estiveram juntos, nessa semana, terça feira, reunidos tratando de assuntos da comunidade. Falaram de diversos assuntos, mas a transparência dos atos da Assembléia Legislativa foi pauta relevante, bem como alguns projetos que serão objeto de votação pelos deputados. Quinteiro exerceu mandato de deputado com o deputado Rossoni.

Quinteiro: Planejamento 2012!

O planejamento para 2012 está praticamente concluído. Quinteiro não parou, está nos últimos detalhes do planejamento da secretaria e, também, dos projetos políticos que tem pra 2012. Muitos passaram a contribuir para organização desses projetos. Há um diferencial. As realizações avançam em grande velocidade. Quinteiro está feliz, porém sabe da responsabilidade que tem às mãos pra bem servir à comunidade do Paraná, por isso, tem adotado conduta dedicada à causa pública. Em 2011 fez a diferença no governo Beto Richa, agora em 2012 quer fazer muito mais...

Meu pai Wilson Quinteiro há alguns anos, nos anos 90

Eis aqui foto do meu pai, nos anos 90! Estou postando essa foto porque nesse momento não tenho outra dele, atual, mas depois vou postar outra dele. É que me deu vontade de escrever sobre meu pai. Pessoa de valor e de bons exemplos. Quem me conhece de perto sabe o quanto sou próximo dele, mesmo distante por conta da vida corrida que hoje levo. Com meu pai sempre andei, desde de criança. Lembro-me daquelas manhãs que saímos para ir ao sítio; outras vezes em busca de negócios. Sempre me ensinou a respeitar as pessoas por mais simples que elas fossem, mas, ao mesmo tempo, me ensinou que é preciso ter coragem, ser valente nas causas que acreditamos. A vocação política vem de meu pai. Ele ainda muito jovem, com apenas 18 anos, foi vereador. Depois repetiu vários mandatos no Vale do Ivai, sua origem, sempre com grande votação. Não usou de qualquer método aplicável à imagem, apenas se submeteu à vontade popular. Sei que poderia muito mais na política do Estado, pois tem um carisma nato, és um político por natureza. Trago comigo, sempre, sua imagem e sua presença, por onde ando. Minha missão está focada em você pai.

Darci Piana e Quinteiro

Darci Piana, presidente da FECOMERCIO - SESC e SENAC - tornou mais um grande amigo de Quinteiro. Piana é um grande gestor e tem feito muito pelo Paraná. Aliás, Piana tem edificado novos prédios do SESC e SENAC no Estado. A parceria entre Quinteiro e Piana se estabeleceu objetivando um grande trabalho pela comunidade do Paraná. Ele também é um grande aliado do governado Beto Richa na realização de políticas públicas.

Quem acredita? Quem tem fé?

Pare para pensar; para observar: quem acredita e|ou quem tem fé, verás: poucos. A diferença das pessoas reside exatamente nisso: quem acredita e quem tem fé. É verdade que as pessoas precisam adotar conduta direcionada ao seu querer, orientar seus atos e saber onde quer e deseja chegar, mas o sentimento de acreditar e de ter fé deve estar dentro do ser, de cada um de nós. Precisamos direcionar nosso pensar, nosso sentir, às realizações que queremos ver resultar. Não podemos nos deixar abater, não podemos desistir jamais. Nem mesmo colocar um resultado da vida, num dado momento, como um resultado pleno e definitivo, não, não pode ser assim. Ora, se verdadeiramente queremos vai acontecer, num dado momento. Aqueles que não acreditam não alcançam e, também, não prestam para nos orientar. Vejam o que falo que a vontade; a determinação; a conduta; o pensar; o agir estão intimamente ligados ao resultado. Tente descobrir isso em você. Quem descobre isso, passa a alcançar tudo, tudo, absolutamente tudo. Mas o grande secredo da fé está num plano maior, superior, que, quando se busca, torna-se íntimo, capaz de mudar sua vida, no seu próprio ser. Mais do que isso, concretiza materialmente o você deseja.  wilson quinteiro

Frota de veículos de Maringá cresce 7% em 2011

Maringá fechou 2011 com 255.238 veículos. A informação é do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran). De janeiro a dezembro, foram 17.582 licenciamentos, média de 48 novos por dia. A frota maringaense cresceu 7,4% em relação a 2010. No Estado, o acréscimo foi de 7,6%. O porcentual de caminhonetes e camionetas licenciadas cresceu acima da média na cidade: 12,7%. No ano passado, a cada veículo novo pelas ruas de Maringá, um era caminhonete.

Foram licenciadas 2.955 picapes - média de oito por dia - contra 2.298 motos e motonetas. Estatísticas do Detran-PR mostram que o número de veículos em Maringá dobrou em dez anos. Entre 2001 e 2011, o município registrou crescimento de 111,2%. No mesmo período, a população cresceu 23,7% - saltou de 288.653 para 357.077 habitantes. A cidade tem a terceira maior frota do Estado, atrás de Curitiba (1.255.820) e Londrina (304.304).


Fonte: O Diário

Programa PARANÁ EM AÇÃO! Nova agenda para o Paraná

O programa social PARANÁ EM AÇÃO vem atendendo milhares e milhares de pessoas, cidadãos paranaenses, a cada edição. No ano de 2011, atendendo objetivos do governo Beto Richa, atendemos várias cidades do Paraná. Em 2012 já estamos com nova agenda, num formato ainda mais ousado, objetivando fazer o melhor pelas pessoas. Trata-se de tecnologia social desenvolvida no Paraná que dá exemplo ao país. Vários prefeitos fazendo contato conosco quanto à possiblidade de levar uma edição para seus respectivos municípios. Ao longo do tempo vamos atender os municípios. Ressalto, ainda, que o sucesso do programa PARANÁ AÇÃO decorre da cooperação das demais secretarias do governo e outros órgãos, bem como, das universidades do Paraná. Vamos à luta! Ao trabalho, pois o governador Beto Richa quer fazer o melhor em seu governo.

Medicina da UEM é o melhor do país na avaliação do MEC

O curso de Medicina da Universidade Estadual de Maringá  (UEM) foi o melhor pontuado em todo o país no Conceito Preliminar de Curso (CPC), que tem como um dos indicadores a nota do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade). Segundo o índice, divulgado ontem (17) pelo Ministério da Educação, a nota do curso foi 3,64, correspondente à faixa 4, que varia de 1 a 5. Considerando apenas o conceito do Enade a nota foi 4,71, correspondente à faixa 5.
O coordenador do curso, professor Roberto Esteves, destacou que há alguns anos Medicina da UEM tem alcançado boa colocação nas avaliações do MEC e a qualidade, segundo ele, está relacionada a alguns fatores, um deles é a seleção dos acadêmicos. “O curso é sempre o mais concorrido dentro da Instituição, já chegamos a ter mais de 300 candidatos por vaga. Isso significa que nossos alunos são muito bem selecionados”, justificou o coordenador.
O reitor Júlio Santiago Prates Filho parabenizou os alunos, o corpo docente e os agentes universitários ligados ao curso, reconhecendo que esse conceito é o resultado do esforço, dedicação e compromisso de todos. Prates Filho também pontuou que esse resultado evidencia que a UEM está no caminho certo, sempre em busca da excelência no ensino. “Sabemos das carências e dificuldades que os cursos enfrentam, mas ainda assim conseguem atingir bons resultados”, enfatizou.
Esta edição do Enade avaliou os cursos nas áreas de saúde e agrárias. O curso de Agronomia também foi muito bem avaliado alcançando os conceitos 4,04 no CPC e 4,2 no Enade, correspondente à faixa 5 em ambos os conceitos.
A UEM teve mais quatro cursos que alcançaram as faixas 4 no CPC e no Enade. São eles Enfermagem (CPC: 3,85 e Enade: 3,94); Farmácia (CPC 3,56 e Enade 3,81), Odontologia (CPC 3,52 e Enade 3,35); Zootecnia (CPC 3,58 e Enade 3,58).
Já Educação Física ficou com o conceito 3 em ambos os conceitos, alcançando as notas 2,86 no CPC e 2,22 no Enade.
IGC
O MEC também divulgou o Índice Geral de Cursos (IGC) que abrange indicadores dos cursos de graduação e pós-graduação. Nas graduações, é utilizada a média dos Conceitos Preliminares de Curso, baseado no resultado do Enade e variáveis como qualificação do corpo docente, infraestrutura e organização didático-pedagógica.
Pelo ranking do IGC a UEM foi a segunda instituição do Paraná, ficando atrás da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e como 45ª colocada a nível de Brasil. Embora tenha perdido a primeira colocação, onde figurou por três anos consecutivos, a UEM subiu no conceito do IGC em relação a última avaliação. A Universidade alcançou 3,66 pontos, contra 3,56 no ano passado. A UFPR obteve 3,71 pontos. A faixa IGC é a mesma para as duas instituições (4).
A pró-reitora de Ensino da UEM, Ednéia Rossi, analisou como boa a posição da universidade no ranking estadual e nacional, principalmente porque apenas 8% das instituições avaliadas obtiveram conceito 4 ou 5. Para a pró-reitora, o ranking deve servir como reflexão para que a Instituição defina prioridades de investimentos.

FONTE: SIte UEM

Povos e Comunidades Tradicionais

Por nossa secretaria - SERC - os povos e comunidades tradicionais passarão a ter acesso à cidadania. São milhares de pessoas que vivem em nosso Estado. Nunca houve no Paraná políticas públicas concretas em benefício dessas pessoas. Na terça feira, às 15 horas, estarei reunido com a Secretária da Justiça e membros do Ministério Público e do Judiciário, além de outros agentes do governo, pra fins de formação dos Conselhos permanentes dessas comunidades. Mais notícias darei em breve, mas fica o registro, porque o Estado do Paraná, governo Beto Richa, está dando exemplo aos demais Estados da Federação quanto à organização social de sua comunidade.

Ipem encontra irregularidades em mais uma bomba de combustível de Maringá

Mais um posto foi autuado em Maringá por apresentar irregularidades na bomba de combustível. Quem afirma é o gerente regional do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), Michel Ravazi. Segundo ele, a nona bomba irregular da cidade apresentou uma variação de 1% (a maior encontrada até então), o que corresponde, em um abastecimento de 40 litros, uma redução de 400ml de combustível.

No dia 11 de janeiro, agentes do Ipem já haviam encontrado irregularidades em oito bombas de oito postos da cidade. O maior índice de adulteração na vazão de combustível que foi encontrado foi 0,8%. O instituto encontrou irregularidades no bico das bombas e no eliminador de ar e gás do tanque onde o combustível é armazenado no posto.
Ravazi salienta que essas irregularidades são corriqueiras, encontradas todos os anos nos postos e geralmente ocorridas em virtude de problemas mecânicos. "Quero deixar claro à população que isso nada tem a ver com a fraude do controle remoto encontrada em postos de capitais brasileiras. Se um dia encontrar esse tipo de fraude em Maringá serei o primeiro a chamar a imprensa para esclarecer o fato", afirma.
Em razão dos postos não terem sido ainda condenados e sim apenas autuados, o gerente explica que o Ipem de Curitiba não autoriza a divulgação dos nomes dos postos onde irregularidades foram encontradas.
O Ipem continua o trabalho de fiscalização em toda a região metropolitana de Maringá, que abrange 104 municípios. A previsão é que a fiscalização, iniciada em 2 de janeiro, seja encerrada no final do mês de março. A partir de então, segundo Ravazi, será possível fazer um balanço mais concreto com dados comparativos das irregularidades encontradas nos últimos anos.
Como se defender
O gerente do Ipem informa que o consumidor tem o direito de pedir para que o dono do posto faça o teste de volume para verificar se a quantidade do combustível colocado no tanque é a mesma indicada na bomba.
Telefone para denúncias e reclamações é o 0800-645-0102. Também é possível registrar a reclamação pela internet, no site www.ipem.pr.gov.br, no link 'Ouvidoria'.

FONTE: O Diário

Fazenda inicia postagem de boleto do IPVA

A Secretaria de Estado da Fazenda iniciou nesta segunda-feira (16/01) a postagem de 3,7 milhões de boletos bancários para o pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) 2012. Os primeiros a receber o documento são os proprietários de veículos com placas com final 1, 2 e 3. No vencimento, é possível realizar o pagamento integral com desconto de 5%.

O governo estadual manteve a mesma alíquota praticada nos últimos anos. São 2,5% para veículos em geral e 1% para ônibus e caminhões. Proprietários de veículos usados deverão pagar, em média, 6% a menos que no ano passado, em função da desvalorização dos automóveis. O valor de referência é a tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Segundo a Inspetora Geral de Arrecadação da Secretaria da Fazenda, Suzane Dobjenski, neste ano o Estado assumiu a emissão dos boletos, enquanto em 2011 o Banco do Brasil foi responsável pela remessa.

De acordo com ela, o Paraná deve arrecadar R$ 1,65 bilhão com a frota existente. A estimativa de arrecadação para 2012, no entanto, é de R$ 1,9 bilhão, por causa da entrada dos veículos novos no mercado e do pagamento de débitos atrasados.

O calendário para pagamento à vista vai de 8 a 24 de fevereiro. A partir de março, começa o pagamento para quem optar pelo parcelamento; sempre no mesmo dia, as parcelas têm vencimento programado para março, abril, maio, junho e julho. A tabela, também de acordo com o final da placa, vence entre os dias 12 e 23 de cada mês.

RECOLHIMENTO – O recolhimento do IPVA pode ser feito, prioritariamente, nos bancos do Brasil e Itaú. Nessas duas instituições, basta apresentar o número do Renavan. Quem preferir pagar em qualquer outro banco, ou na rede de casas lotéricas, deve usar o boleto enviado pelo Correio, desde que esteja com o endereço residencial atualizado no Detran.

Caso o contribuinte não receba o boleto, ou queira antecipar o pagamento, pode imprimir a guia de recolhimento ou ficha de compensação pelo site http://www.fazenda.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=416. Na mesma guia aparecem também eventuais débitos anteriores.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Wilson Quinteiro, Anderson Furlan e Miguel Gustavo Kfouri.


O Secretário Wilson Quinteiro recebeu hoje (17) em seu gabinete, o advogado Miguel Gustavo Kfouri e o presidente da Associação de Juízes Federais, Anderson Furlan.
Na ocasião trataram de assuntos para trazer benefícios à comunidade paranaense.

Paraná forma grupo de trabalho para atender comunidades quilombolas



A Secretaria de Relações com a Comunidade vai formar um grupo de trabalho para levantar as necessidades de quilombolas no Paraná. Com os dados, serão articuladas ações com outras 18 secretarias e organizações, além da Federação das Comunidades Quilombolas do Paraná. Os recursos virão do programa nacional que atente a população remanescente de quilombos.

Foram certificadas pela Fundação Palmares 36 comunidades, que abrigam cerca de 2 mil pessoas. Porém, estimativas apontam população muito maior. O número exato será apurado pelo grupo de trabalho, criado para encontrar soluções para os problemas específicos de cada quilombola.

As ações são coordenadas pela Secretaria de Relações com a Comunidade. “Este é um momento de resgate histórico para o Paraná, um exemplo de sensibilidade social e humanística do governo Beto Richa” comentou o secretário Wilson Quinteiro. O termo de cooperação técnica com o Governo Federal foi assinado mês passado e inseriu o Paraná no Programa Brasil Quilombola.

O programa, da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, lançado em 2004, garante acesso da população às políticas e serviços públicos. O termo foi firmado por proposição de Quinteiro e foi assinado, em dezembro, pelo governador, pela secretária especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, e pelo secretário.

Richa afirmou que as comunidades quilombolas muito contribuíram para o desenvolvimento do estado, e que este acordo é apenas um exemplo das políticas públicas que o governo vem realizando para esta e as outras comunidades tradicionais do estado. Os principais objetivos são a garantia do acesso à terra; ações de saúde e educação; construção de moradias, eletrificação; recuperação ambiental; incentivo ao desenvolvimento local; pleno atendimento das famílias quilombolas pelos programas sociais, como o Bolsa Família; e medidas de preservação e promoção das manifestações culturais quilombolas.

A Secretaria de Relações com a Comunidade vai articular junto das demais secretarias estaduais o grupo de trabalho para a implementação de políticas públicas. Para os assessores da Secretaria e coordenadores estaduais do programa nacional, Adair José Bernardinho e Clemilda Santiago Neto, a assinatura é um avanço significativo nas políticas sociais na história do estado.

As metas e recursos do PBQ envolvem 23 ministérios do Governo Federal, além de empresas de economia mista, comprometidos com a melhoria da qualidade de visa desta população. No Paraná, 18 secretarias e empresas de economia mista como Sanepar, Copel e Cohapar fazem parte do programa.

FONTE: AEN

Richa assina convênio para obras nos aeroportos de Maringá e Cascavel



O governador Beto Richa assinou na quarta-feira (11/01) um convênio com o governo federal que vai permitir um investimento de R$ 20,7 milhões nos aeroportos de Cascavel e Maringá. Do total dos recursos, 70% serão repassados ao Paraná pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, por meio do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa). O restante será aplicado pelo governo estadual.

A maior parte das verbas será investida no aeroporto de Maringá. São R$ 14,1 milhões para ampliação da estrutura atual da área de movimentação de aeronaves. Neste ano serão iniciadas obras no pátio de estacionamento de aviões, orçadas em cerca de R$ 7,1 milhões. O governo federal empenhou R$ 4,9 milhões destes recursos e o Estado já tem a contrapartida para esta etapa disponível.
O aeroporto de Cascavel vai ganhar um novo terminal de passageiros, com investimento de R$ 6,6 milhões. Também neste caso, já há empenho da verba federal, no valor de R$ 4,62 milhões. O Estado vai aplicar R$ 1,98 milhão no projeto.

De acordo com a Secretaria de Infraestrutura e Logística, as prefeituras de Maringá e Cascavel deverão encaminhar na próxima semana o projeto executivo das obras que poderão ser iniciadas para que seja programada a liberação dos recursos federais e estaduais.

Plano Aeroviário - A Secretaria de Infraestrutura e Logística vai elaborar neste ano o Plano Aeroviário do Paraná, que permitirá requisitar novos recursos do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa) para obras de melhoria, reformas e ampliação de terminais públicos. O documento vai considerar aspectos socioeconômicos regionais e de demanda atual e futura.

Segundo o secretário José Richa Filho, o plano deverá contemplar a integração multimodal, para que os aeroportos também funcionem como indutores do desenvolvimento de todas as regiões paranaenses. Ele disse que o último Plano Aeroviário do Paraná é do final da década de 1980.
Richa Filho afirmou que o Instituto para o Desenvolvimento Espacial e Aeronáutico (Idea) foi informado que o Paraná prepara o seu plano para que haja interação com as estratégias nacionais para o setor aeroviário.

No Estado, são 40 aeroportos públicos – quatro gerenciados pela Infraero (Afonso Pena, Bacacheri, Londrina e Foz do Iguaçu) e 36 por prefeituras, e 61 pistas privadas.

INVESTIMENTO - No ano passado, o governador Beto Richa assinou um convênio com a prefeitura de Londrina para a desapropriação de áreas do entorno do Aeroporto Governador José Richa. O governo estadual pode repassar até R$ 27,5 milhões para este processo, necessário para ampliação do aeroporto e a instalação do ILS (Instrument Landing System, um sistema de aproximação por instrumentos).

Em dezembro, o Estado declarou de utilidade pública para desapropriação uma área de 751,5 mil metros quadrados no entorno do Aeroporto Afonso Pena, que será utilizada para a ampliação da estrutura existente, a implantação da terceira pista de pousos e decolagens, com 3,4 metros extensão, e a instalação do equipamento ILS-3.

Governo amplia medidas de apoio a agricultores atingidos pela estiagem



O governador Beto Richa decretou nesta segunda-feira (16/01) situação de emergência em 137 municípios paranaenses e anunciou novas medidas para apoiar os agricultores atingidos pela seca, que desde novembro do ano passado compromete a produção agrícola e o abastecimento de água nas regiões Sudoeste, Noroeste, Centro-Sul e Oeste. As culturas mais atingidas foram milho, soja e feijão.

Com o objetivo de reduzir as perdas e recuperar as plantações, o governo estadual irá aplicar R$ 21,5 milhões em 2012 na instalação de 300 sistemas comunitários de fornecimento de água em várias regiões paranaenses. São R$ 10 milhões da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) e R$ 11,5 milhões do Programa Estadual de Águas e Saneamento Rural (Proesas).

Outra medida para o abastecimento de água é a implantação de 140 abastecedouros comunitários, com a perfuração de poços artesianos, instalação de bombas e de reservatórios elevados para 10 mil litros. As cisternas serão construídas em comunidades rurais com problemas históricos de escassez de água. A iniciativa vai atender especialmente produtores de frango, suíno, leite e hortaliças. Serão investidos R$ 10 milhões com recursos do Ministério de Integração Nacional.
Esse pacote de ações mostra o compromisso do governo em oferecer um socorro imediato à população atingida. Procuramos ser ágeis, pois a cada dia os prejuízos são maiores”, disse o governador. Richa lembrou que na semana passada já havia autorizado a liberação de R$ 15,5 milhões para apoiar produtores do Sudoeste que também sofrem com a estiagem.

Segundo o último levantamento do Departamento de Economia Rural da Secretaria da Agricultura e Abastecimento, a estimativa é que a estiagem comprometeu 11,5% a safra de verão do Paraná, que estava prevista para 22,13 milhões de toneladas, o que significa um prejuízo financeiro de R$ 1,52 bilhão. “Não vamos deixar o produtor desamparado. Estamos buscando recursos federais para complementar nossas ações”, concluiu Richa.

PRIORIDADE - O secretário de Agricultura, Norberto Ortigara, explicou que as ações serão destinadas prioritariamente para regiões mais atingidas e agricultores que não tem direito a receber seguro ou crédito. “Já no começo da seca o governo estava atento e tomando as medidas necessárias para reduzir o impacto. Nossa prioridade é a construção de poços para captação de água, pois esse é um método mais durável e que dará suporte para as futuras estiagens”, disse o secretário.
Ortigara afirma que essa água poderá ser utilizada tanto para consumo humano quanto animal e classificou a seca como uma das maiores da história do Paraná. “São medidas para apoiar os pequenos produtores. O Paraná precisa se fortalecer para combater esses problemas”, disse Norberto Ortigara, citando que a estiagem comprometeu 14% da produção de milho, 10% da soja e 19% da safra de feijão.

EMERGÊNCIA – O governador disse ainda que a assinatura do decreto de emergência para 137 municípios abrirá novas linhas de financiamentos, créditos e recursos para serem aplicados nas cidades. “Queremos agregar mais incentivos aos produtores. Com o estado de emergência será possível acessar recursos federais da defesa civil para transporte de água (carros pipa) e alimentação”, explicou Beto Richa.

O presidente da Associação dos Municípios do Oeste do Paraná (Amop) e prefeito de Corbélia, Eliezer José Fontana, classificou a situação como emergencial e estimou perdas na área agrícola que variam de 20% a 70%, de acordo com a região. Ele agradeceu o apoio do governo estadual e disse que a construção das cisternas irá melhorar o fornecimento de água para os próximos anos. “Temos uma das piores situações da região Sul do Brasil. A ajuda do Estado vai oferecer um suporte aos nossos agricultores”, disse ele.
OUTRAS MEDIDAS – Na semana passada, em reunião com prefeitos do Sudoeste, o governador Beto Richa disponibilizou ajuda aos agricultores. Para a compra de insumos agrícolas (sementes e fertilizantes) serão liberados R$ 6 milhões. O apoio financeiro chega a R$ 9,5 milhões, sendo R$ 8 milhões para subvenção ao prêmio do seguro da segunda safra de milho e café, e R$ 1,5 milhão para reforçar o programa Fundo de Aval. A prioridade do governo é atender os produtores da agricultura familiar.

Foi anunciado que o governo também vai agilizar as vistorias em plantações para que os produtores possam solicitar ressarcimento de perdas pelo Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro) e o pagamento do Seguro da Agricultura Familiar (Seaf). A medida também assegurar o aproveitamento das lavouras para silagem e preparação da terra para novos cultivos, como as segundas safras de milho e feijão.

domingo, 15 de janeiro de 2012

André Valadão conosco! És importante para o Brasil

Quem conhece sabe da importância do pastor e cantor André Valadão para nossa nação. Momento agradável que a Neandra e eu tivemos com ele. No grupo Diante do Trono que fez parte com a irmã dele, Ana Paula Valadão(e outros), fizeram a diferença. Sucesso André!

sábado, 14 de janeiro de 2012

Cenário político de Maringá

Já é possível observar a mudança do cenário político de Maringá. É um novo tempo! O eleitor maringaense já se expressa de maneira autônoma com opção por esse ou aquele candidato. Pelo que estamos conversando com alguns analistas políticos o quadro de candidatos não mudará em Maringá, pois há pouquíssimo tempo pra isso, assim, o candidatos a prefeito indicados em recente pesquisa do jornal Gazeta do Povo aponta os nomes com mais possibilidade de vencer. Todos são nomes conhecidos do eleitorado, portanto, a diferença estará na composição do grupo, principalmente, com o governo estadual, eis que, há um único candidato do partido do governo federal(tendo sua posição já esclarecida ao eleitorado). Mas não é só isso: a rejeição de um e outro canditado e a credibilidade também será objeto de avaliação. Agora resta aguardar, o tempo responderá.

PSB do Paraná com o governador Beto Richa!


Quinteiro e Beto Richa, em 11de janeiro de 2012, na sala do governador
É decisão: PSB do Paraná caminhará com o governador Beto Richa. Nas eleições municipais - 2012 - teremos candidatos em grandes cidades, e menores também. Em várias cidades o PSB e PSDB estarão juntos, além de outros partidos da base aliada do governador. Temos a decisão de que a união é o melhor caminho. Cada município do Paraná será avaliado com os nomes à disposição do grupo, todavia, o maior objetivo é atender as linhas de orientação do governador Beto Richa ante ao compromisso que temos com a população do Paraná. Para isso será verificado os nomes com mais viabilidade eleitoral, sem imposição, pra vitória na maior parte dos municípios do Paraná. Poderá um ou outro município ter algo diferente disso por conta das circunstâncias locais, mas os maiores municípios, onde há rádio e tv, estaremos juntos. Da nossa parte já está fechado, estamos com Beto Richa em Maringá. Não é diferente em Curitiba, Londrina, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Ponta Grossa, Cascavel, dentre outras.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Secretário de Relações com a Comunidade traz Programa Brasil Quilombola ao Paraná


Foi publicado no dia 30 de dezembro de 2011 no Diário Oficial da União um termo de cooperação técnica de articulação de políticas públicas entre o Governo Federal e o Governo Estadual para as comunidades quilombolas no Paraná através do Programa Brasil Quilombola (PBQ).
Este termo foi firmado por proposição do secretário de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro e foi assinado pelo governador do estado Beto Richa, pela Ministra da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial Luiza Bairros e pelo secretário Quinteiro.
“Este é um momento de resgate histórico para o Paraná, um exemplo de sensibilidade social e humanística do governo Beto Richa” comentou o secretário de Relações com a Comunidade.
O governador Beto Richa disse que as comunidades quilombolas muito contribuíram para o desenvolvimento do estado, e que este acordo é apenas um exemplo das políticas públicas que o governo vem realizando para esta e todas as outras comunidades tradicionais do estado. “Neste novo momento da história do Paraná estamos trabalhando para garantir políticas públicas ideais para os quilombolas, para os indígenas e todas as outras comunidades tradicionais do estado”, comentou.
Com a oficialização desta parceria entre a União e o Estado, a Secretaria Especial de Relações com a Comunidade (SERC) torna-se coordenadora do programa no Paraná, articulando junto das demais secretarias de Estado um grupo de trabalho para a implementação de políticas públicas para as 36 comunidades quilombolas certificadas pela Fundação Palmares no Paraná.
Para os assessores da SERC e coordenadores estaduais do PBQ, Adair José Bernardinho e Clemilda Santiago Neto, a assinatura desse acordo demonstra o compromisso do governo Beto Richa em implementar políticas públicas para as comunidades quilombolas. “É um avanço significativo nas políticas sociais na história do estado” comentou Bernardinho.
PROGRAMA- O PBQ é um programa da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), criado em 2004 com o maior conjunto de ações já definido por legislação para atender as comunidades remanescentes de quilombos no Brasil.
As metas e recursos do PBQ envolvem 23 ministérios do Governo Federal, além de empresas de economia mista, comprometidos com a melhoria da qualidade de visa desta população. No Paraná, 18 secretarias e empresas de economia mista como Sanepar, Copel e Cohapar fazem parte do programa. Os principais objetivos são: a garantia do acesso à terra; ações de saúde e educação; construção de moradias, eletrificação; recuperação ambiental; incentivo ao desenvolvimento local; pleno atendimento das famílias quilombolas pelos programas sociais, como o Bolsa Família; e medidas de preservação e promoção das manifestações culturais quilombolas.




Conhecendo Curitiba...

No mês de janeiro a cidade de Curitiba recebe milhares de turistas, muitas pessoas vem frequentemente a capital mas não sabem que existem tantos lugares interessantes para se conhecer. Por isso hoje resolvi escrever aqui sobre os pontos turísticos da capital. São eles:

Bosque do Alemão; Bosque da Fazendinha; Bosque Gutierrez; Bosque Italiano; Bosque do Papa; Bosque Portugal; Bosque Reinhard Maack; Casa Culpi; Capela Santa Maria; Farol do Saber; Fonte de jerusalém; Fonte Maria Lata d'Água; Fonte da Memória; Fonte Mocinha da Cidade; Jardim Botânico/Jardim das Sensações; Memorial Árabe; Memorial de Curitiba ;Mercado Municipal; Museu de história Natural ; Ópera de Arame; Ordem Rosa Cruz; Praça da Liberdade; Parque Bacacheri; Parque da Barreirinha; Parque Barigui; Parque Cambuí; Parque Lago Azul; Parque Passaúna; Parque São Lourenço; Parque Tanguá; Parque Tingui; Parque dos tropeiros; Passeio Público; Praça do Japão ; Praça Tiradentes; Rua 24 horas; Rua da Cidadania; Ruínas de São Francisco; Santa Felicidade; Setor Histórico; Teatro Guaíra; Teatro Paiol; Torre Panorâmica; UFPR; Unilivre; Zoológico/ Parque Iguaçu.

Com certeza, os lugares são muitos e não dá para conhecer todos (pelo menos não em uma única visita), então descreverei uma breve explicação sobre os principais pontos turísticos da cidade.
Para facilitar a vida dos turistas, a URBS criou a Linha Turismo, que é uma linha especial de ônibus que circula pelos principais pontos de Curitiba.Considerada uma das melhores do país, a Linha Turismo circula a cada trinta minutos, percorrendo aproximadamente 45 km em cerca de duas horas e meia.
O roteiro começa na Praça Tiradentes, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos.Para embarcar você compra uma cartela com cinco tíquetes no valor de R$ 25,00 e tem direito a um embarque e quatro reembarques.



ROTEIRO:

Parque Tanguá
Foi fundado em 1996. Possui dois lagos e um túnel artificial, pelo qual os visitantes podem passar de barco. É dotado ainda de ancoradouro, ciclovia, pista de corrida, lanchonete e dois estacionamentos para carros.


 Ópera de Arame
Fundado em 1992. É um tetro todo construído com tubos de aço e estruturas metálicas e coberto com placas transparentes de policarbonato, lembrando a fragilidade de uma construção em arame. De forma circular, a edificação é parcialmente circundada por um lago artificial, de maneira que o acesso ao auditório é feito por uma passarela sobre as águas.


Parque São Lourenço
Fundado em 1972, é um dos principais parques da cidade.Sua criação ocorreu após uma enchente do rio Belém, em 1970, que provocou o rompimento da represa de São Lourenço. O Parque foi criado para conter as águas do rio e recuperar a área próxima ao lago formado com a contenção. Possui academia ao ar livre e espaço para leitura.


Unilivre
Fundada em 1992.A Universidade Livre do Meio Ambiente  fica no Bosque Zanielli, em uma área de 37 mil m² cercada por mata nativa. O local foi construído em uma antiga pedreira de granito e conta com um lago de 120 m de extensão. Para chegar à pedreira, os visitantes devem passar por uma passarela que se parece com um túnel no meio da mata. A principal atração do espaço é um mirante de 15 m de altura, que fica no prédio da Unilivre, onde é possível observar a beleza do local de um ponto privilegiado.



Bosque do Alemão
Fundado em 1996, possui várias atrações: Oratório Bach, uma sala para concertos musicais,a Torre dos Filósofos, com um mirante de onde se vislumbra boa parte da área preservada, a  trilha João e Maria, onde as crianças tem a oportunidade de vivenciar um dos mais belos contos infantis, a Casa Encantada, com uma biblioteca infantil, e onde é feita a Hora do Conto para crianças, a Praça da Cultura Germânica, o bosque de mata atlântica nativa preservada com nascentes de água límpida, oportal e a reprodução da fachada da Casa Mila, construção germânica do início do século XX. 


Bosque do Papa
Foi fundado em 1979.O bosque foi criado em homenagem ao Papa João Paulo II, e sedia o Memorial da Imigração Polonesa.


Museu Oscar Niemeyer
Fundado em 2002. Conhecido como museu do olho, a instituição tem como foco as artes visuais, a arquitetura e o design. Pela sua grandiosidade, beleza e pela importância do acervo, atualmente representa uma instituição cultural com projeção nacional e internacional.



Centro cívico
É neste bairro onde se localizam os principais prédios governamentais do estado. O nome Centro Cívico, em seu sentido literal estrito, significa Centro do Cidadão ou, com uma interpretação mais dirigida, centro onde se resolvem os assuntos relacionados ao cidadão.
Prefeitura de Curitiba ( centro cívico).

Passeio Público
É um dos mais importantes símbolos da capital paranaense e uma grande área verde em plena área urbana, que apresenta espécies da fauna e flora paranaenses (ou não), como: sabiá, tico-tico, chupim, sanhaço, garça branca, carvalho, jacarandá, canela, ipé-amarelo, entre outros.


Mercado Municipal
destinado a venda de hortifrutigranjeiros e uma variedade de outros produtos nacionais e importados.

Jardim Botânico
O jardim contém inúmeros exemplares vegetais do Brasil e de outros países, espalhados por alamedas e estufas de ferro e vidro.Atrás dessa estufa está situado o Espaço Cultural Frans Krajcberg, com a exposição permanente "A Revolta", de obras do artista polonês naturalizado brasileiro Frans Krajcberg.Lá também é localizado o  Jardim das Sensações é um espaço onde os sentimentos do visitante são tentados, por meio do contato direto com plantas de diferentes formas, texturas e aromas, é possível ver as cores da natureza, sentir com as mãos a textura, a forma e o tamanho das plantas, ouvir o som da cascata e do vento, sentir o perfume das flores e da vegetação. O percurso pode ser feito com os olhos vendados ou não.



Teatro Paiol
é um espaço cultural e auditório para teatro e espetáculos musicais .



Museu ferroviário



Rua 24 horas
é um espaço coberto, com opções de lazer, comércio e serviços, e que simplesmente não dorme. É ponto de encontro e entretenimento para turistas e curitibanos. Possui revistaria, lojas de roupa e artesanato, lanchonetes, bares, restaurantes, acesso à Internet, farmácia, floricultura e banco 24 horas.

Rua das flores
É um espaço para pedestres no centro de Curitiba. Tem muitas lojas, cafés, um bondinho e outras atrações. As flores são trocadas a cada estação do ano.

Praça Tiradentes
É a praça mais antiga da cidade.


Parque Barigui
Está entre os maiores da cidade, sendo, também, um dos mais antigos. Diversas espécies de animais vivem livres no parque, como aves, capivaras e pequenos roedores.

Torre Panorâmica
Também conhecida como Torre da Telepar ou Torre das Mercês, é uma torre de telecomunicações localizada no bairro das Mercês, com um mirante que possibilita uma ampla visão da cidade.


Santa Felicidade
Colonizada por imigrantes italianos,abriga cerca de 30 restaurantes, alguns com capacidade para mais de mil lugares. Possui, também, vinícolas, cantinas de vinho, lojas de artesanato e móveis de vime e junco.


Parque Tingui
Possui lagos, pontes de madeira cobertas, parque infantil, ciclovia e bastante área verde.


Fica a dica para todos que forem visitar a cidade!
Parabéns Prefeito Luciano Ducci por administrar a bela cidade de Curitiba.